Possivelmente todos nós lemos sobre o profeta Jeremias e nos lembramos de todas as situações que ele teve que enfrentar muitas vezes porque ele era um profeta de Deus para o povo de Israel, um povo que freqüentemente se dava a sentir como corrupto e difícil de ouvir, e isto transformou muitos dos cenários do profeta em amargos, duros, difíceis e humilhantes.

A Bíblia nos fala muito claramente sobre Jeremias, desde seu chamado para ser um profeta até suas grandes profecias, para que o povo de Israel entendesse as palavras de Deus, e nos fala sobre aqueles momentos amargos pelos quais teve que passar para dar a Palavra de Deus. Imagine por um momento que na igreja que você está freqüentando, você fala sobre o que a Bíblia diz e ninguém quer ouvir. Aconteceu a Jeremias que ele falava a palavra de Deus e o povo de Israel não queria ouvir, eles não acreditavam em suas palavras e isso o levou a ser aprisionado em certas ocasiões e num nível tão difícil de impotência e dor que ele teve que amaldiçoar o dia do seu nascimento.

Mas muito além daqueles momentos difíceis, ele recebeu palavras de alegria de Deus. Vejamos esses versos bíblicos:

15 Tu, ó Senhor, o sabes; lembra-te de mim, e visita-me, e vinga-me dos meus perseguidores; não me arrebates, por tua longanimidade; sabe que, por amor de ti, tenho sofrido afronta.

16 Achando-se as tuas palavras, logo as comi, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração; porque pelo teu nome me chamo, ó Senhor, Deus dos Exércitos.

Jeremias 15:15-16

É bom que naqueles tempos difíceis que estamos passando, não deixemos a prova estar acima de nossa fé em Deus, mas podemos continuar acreditando no Deus que servimos, e podemos pronunciar as mesmas palavras de Jeremias: “porque pelo teu nome me chamo, ó Senhor, Deus dos Exércitos”. Devemos levar seu nome, somos seus filhos, seu povo e Ele é o Deus Todo-Poderoso.