Jesus não nos deixou órfãos

Os discípulos estavam apegados a Jesus e totalmente dependentes Dele, suas esperanças, medos, confiança, tudo estava depositado em Jesus. Mas o Mestre, já no capítulo 14 de João, começa dizendo a eles que chegaria o momento em que Ele teria que sair.

Você pode imaginar como seria decepcionante se a pessoa em quem você depositou tudo o que você é de repente diz estar indo embora? A diferença e a chave nesta história é que Jesus lhes disse que “o Consolador estará com você todos os dias”. Jesus estava fazendo uma enorme promessa a eles de que, mesmo que Ele fosse embora, eles não estariam sozinhos “nunca”.

Você sabia que não estamos sozinhos? Às vezes, os momentos difíceis que passamos nos fazem acreditar em uma mentira, mas a verdade é que não estamos sozinhos, mas temos um Consolador:

15 Se me amardes, guardareis os meus mandamentos.

16 E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre,

17 o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós.

18 Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.

João 14:15-18

Ó queridos irmãos, não estamos sozinhos! Jesus nos enviou o Espírito Santo, para não ficar conosco por um mês, uma semana ou algumas horas, mas ele estará conosco “para sempre” e isso é glorioso, porque sabemos que nossas provações, dificuldades, baixas, altos, pontos fracos e tudo o que humanamente pensamos que não podemos superar, temos um ser que vai além de nossa capacidade e que nos ajuda a superar qualquer circunstância.

E, finalmente, Jesus disse que voltaria, quão presente temos isso? Às vezes, somos tão entretidos com as coisas terrenas que esquecemos a grande promessa de que um dia o Filho do homem virá nas nuvens para sua santa igreja. Você acredita?

Você também pode estar interessado em:

1 comment on “Jesus não nos deixou órfãos

  1. SENHOR EU CONFIO EM TI E SEI QUE NÃO ESTOU SOZINHA, OBRIGADA PAI SEE NÃO FOSSE TUA MISERICÓRDIA NÃO SEI O QUE SERIA DE MIM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *