Habacuque capítulo I: O julgamento de Deus sobre Judá

No artigo anterior desta série, falamos sobre o primeiro protesto do profeta Habacuque diante de Deus pelo fato de todo o mal que seus olhos estavam vendo, a opressão dos justos, o pecado de Judá etc. Agora, nos versículos seguintes (5-11) do capítulo um, Deus responde ao protesto do profeta, revelando a ele o modo como julgaria o Judá pecador.

Anteriormente, também vimos como um verdadeiro homem de Deus tem um impacto em seu coração quando as coisas não estão indo bem no povo de Deus. E também devemos compartilhar essa qualidade, não nos mostrarmos frios diante do pecado, mas sentir angústia por isso e esse desejo de que as coisas sejam bem feitas e, assim, agradar a Deus.

5 “Olhem as nações e contemplem-nas, fiquem atônitos e pasmem; pois nos dias de vocês farei algo em que não creriam se lhes fosse contado.

6 Estou trazendo os babilônios, nação cruel e impetuosa, que marcha por toda a extensão da terra para apoderar-se de moradias que não lhe pertencem.

Habacuque 1:5-6

Apenas no versículo cinco, Deus começa sua resposta ao protesto de Habacuque. Vejamos o versículo cinco, Deus aqui está respondendo ao profeta afligido pelo mal de Judá, e está praticamente dizendo a ele para ter calma, mas que ao mesmo tempo se surpreendam todos, porque Ele faria uma obra naqueles dias, que quando fosse contado eles não iriam acreditar. Isso parece uma notícia muito boa para a aflição de Habacuque, e parece que Deus traria um reavivamento ou algo assim, mas a verdade é que não se trata de nada de bom, mas sobre o Apocalipse desencadeado em Judá.

Você acha que os caldeus, a menos que Deus permitisse, teriam atacado Judá? De maneira nenhuma. Mas precisamente nesses versículos, Deus é quem está permitindo que o desejo dos caldeus esmague Judá. Vemos a mesma coisa em muitas partes da Bíblia, Deus permitindo que seu povo seja açoitado por seus inimigos, e tudo por causa do mal de seu povo.

7 É uma nação apavorante e temível, que cria a sua própria justiça e promove a sua própria honra.

8 Seus cavalos são mais velozes que os leopardos, mais ferozes que os lobos no crepúsculo.
Sua cavalaria vem de longe. Seus cavalos vêm a galope; vêm voando como ave de rapina que mergulha para devorar;

9 todos vêm prontos para a violência.
Suas hordas avançam como o vento do deserto, e fazendo tantos prisioneiros como a areia da praia.

10 Menosprezam os reis e zombam dos governantes.
Riem de todas as cidades fortificadas, pois constroem rampas de terra e por elas as conquistam.

Habacuque 1:7-10

Os caldeus realmente procurariam Judá, e esse seria o julgamento justo de Deus pela maldade do seu povo, trazendo o inimigo com todas as suas tropas, tornando seus cavalos leves como leopardos, ferozes como lobos da noite, e eles viriam com todo o seu mal, seria um triunfo formidável, não haveria falhas, porque se trata do próprio Deus permitindo isso aconteçer.

Os caldeus eram uma nação idólatra e depravada, e o mal corria por suas veias, e eram uma nação que adorava conquistar outras nações, e agora o próprio Deus coloca seu povo Judá em suas mãos.

Então, passarão como um vento, e pisarão, e se farão culpados, atribuindo este poder ao seu deus.

Você pode imaginar o fim desta batalha? O sangue corre, milhares de soldados de Judá são devastados, famílias, independentemente da idade; Reis, ricos, pobres, todos estão tremendo diante do poder da nação babilônica, e só então posso imaginar o líder deles levantando as mãos e presumindo que seus deuses lhes deram vitória.

Os próprios caldeus tinham uma lista muito grande de deuses que veneravam. Eles serviram a Anat, que eles conheciam como deusa da fertilidade e da guerra. Eles serviram ao sol, conhecido como o deus Shamash, entre muitos outros deuses.

Mas o que eles tiveram mais longe é que essa vitória não foi dada por nenhum de seus falsos deuses, mas pelo verdadeiro Deus, o Deus de Judá.


Siga esta seção do livro de Habacuque de perto, pois seguiremos seus três capítulos, aprofundando suas profecias e, finalmente, esperamos que essas palavras, de uma maneira ou de outra, também possam ecoar em nossas vidas.

Você também pode estar interessado em:

1 comment on “Habacuque capítulo I: O julgamento de Deus sobre Judá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *