Pastor rejeita serviços online dizendo: “Zoom não é a igreja”

Pastor rejeita serviços online dizendo- Zoom não é a igreja

O famoso pastor batista da Grace Community Church, John MacArthur, esteve envolvido em diferentes polêmicas desde o início da pandemia, quando se envolveu em questões jurídicas quando o mundo inteiro foi solicitado a fechar as igrejas para impedir o coronavírus.

MacArthur sempre teve a ideia de que a igreja tem voz própria, e que não deveria ser comandada por governos, portanto, ele não fechou as portas de sua congregação e isso o levou a se envolver em batalhas judiciais (as quais ele ganhou).

A partir dessa época, MacArthur deixa claro que a igreja Zoom ou os cultos virtuais não contam como uma igreja bíblica. É saber que depois do que aconteceu com a pandemia, muitas congregações evoluíram com os serviços online e não tem sido um problema para elas se adaptarem.

Mas o teólogo MacArthur não pensa o mesmo, pois afirma que os cultos virtuais não têm o caráter genuíno necessário para substituir um culto presencial.

O pastor estava falando sobre isso em um episódio do programa “Grace To You” em 31 de outubro de 2021. Ele falou sobre as passagens bíblicas que pintam um quadro perfeito do que realmente é a adoração e a verdadeira reunião espiritual:

Igreja Zoom não é igreja. Não é a Igreja. Você está assistindo TV. Não há nada nisso que atenda à definição bíblica de estarmos juntos, encorajando uns aos outros a amar e as boas obras, a estar juntos.

Ele continuou falando sobre a ideia de uma verdadeira igreja, das características que ela deve cumprir, tais como: Adorando juntos, compartilhando dons espirituais e ouvindo a pregação juntos, que ele diz que em um culto virtual não pode ser percebido.

E você, você realmente acha que uma igreja online é o mesmo que uma presencial?

Ressuscitaram uma menina com áudio de WhatsApp, dizem pastores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *