Bem-aventurado o homem que me dá ouvidos

Nosso artigo será baseado em alguns versículos do capítulo 8 do livro de Provérbios, que possui 36 versículos, que nos falam sobre a excelência da sabedoria. Mas, neste aspecto, não estamos falando de uma sabedoria terrena, mas de uma sabedoria espiritual.

Campbell Morgan disse sobre esse maravilhoso capítulo:

“Não há nada maior em toda a literatura bíblica, como expor a beleza e a graça dessa sabedoria que tem o temor do Senhor como sua parte principal”.

Bem, imagine, quantos homens realmente sábios (falando em termos terrenos) não passaram por este mundo? E quantos homens que foram considerados imprudentes, mas são realmente sábios (espiritualmente)? Bem, você pode possuir todo o conhecimento do mundo; no entanto, se você não tiver o conhecimento do Senhor, essa sabedoria será inútil.

O autor de Provérbios, nosso amado Salomão, escreveu:

34 Bem-aventurado o homem que me dá ouvidos, velando às minhas portas cada dia, esperando às ombreiras da minha entrada.

35 Porque o que me achar achará a vida e alcançará favor do Senhor.

36 Mas o que pecar contra mim violentará a sua própria alma; todos os que me aborrecem amam a morte.

Provérbios 8:34-36

Salomão escreveu esse versículo 34 como se a própria sabedoria estivesse exortando, mas a verdade é que essa é uma maneira bonita de escrever. Aqui ele fala sobre dois tipos de pessoas; quem ouve a sabedoria e se volta para ela, e quem está diante de seus portões em busca dela.

É o mesmo que temos em nossas igrejas hoje, existem irmãos que, se não fosse pelo fato de que algum estudo ou conhecimento lhes seja trazido, eles não se preocupariam, embora esse tipo de irmão certamente vá ao chamado da sabedoria. Mas há outro tipo de cristão, e é quem, sozinho, sem ajuda, obedecendo ao chamado de Deus, busca essa sabedoria.

Aquele que achar que a sabedoria não encontrará simplesmente a vida, mas encontrará algo mais valioso do que a própria vida, o favor do Senhor. O que é melhor do que o favor do Senhor, que não está vazio? O favor do Senhor não é como as estações do ano, que são temporárias, senão que não muda de idéia, é sempre a mesma!

Agora que você conhece a sabedoria do Senhor, se você escolher as coisas ruins, preferindo amar as coisas deste mundo do que Deus, isso consequentemente traz a morte.

Você também pode estar interessado em:

2 comments on “Bem-aventurado o homem que me dá ouvidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *