Alegra-te com a mulher da tua mocidade

Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade

O aconselhamento é uma coisa muito importante nas nossas vidas, porque é para o nosso próprio bem, para que possamos compreender o que pode acontecer quando nos desviamos do propósito do Senhor para nós.

Na Bíblia encontramos diferentes tipos de conselhos para que tenhamos muito cuidado em diferentes aspectos das nossas vidas. Neste artigo falaremos de fidelidade como casal, e para isso escolhemos o seguinte verso do livro de Provérbios:

Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade,

Provérbios 5:18

O que significam estas palavras? Para muitos pode parecer muito claro, mas, caso não seja tão claro, podemos olhar um pouco para os versos acima:

15 Bebe a água da tua cisterna e das correntes do teu poço.

16 Derramar-se-iam por fora as tuas fontes, e pelas ruas, os ribeiros de águas?

17 Sejam para ti só e não para os estranhos contigo.

Provérbios 5:15-17

O título do provérbio 5 é “aviso contra a impureza” e quando se começa a lê-lo encontramos expressões como “os lábios de uma mulher estranha”, “não dês a tua honra a estranhos”, depois no versículo 15 diz “bebe água da tua própria cisterna” e finalmente no versículo 18 diz “alegra-te com a mulher da tua mocidade”.

Tudo isto significa, amado irmão, que se já tens a mulher que Deus te deu, não tens de procurar nada noutro lugar. Todo o capítulo 5 de Provérbios fala das consequências da infidelidade e adverte que o seu fim não é bom (versículo 4).

Devemos seguir este conselho e aplicá-lo, tanto o homem como a mulher, têm o casal que Deus vos deu, por isso rejubilai-vos com ela, desfrutai juntos da vossa intimidade enquanto tenham vida na terra, pois em outro lugar não há mais nada a procurar.

Portanto, lembrem-se que quando um homem e uma mulher se unem em casamento são uma só carne, caminhemos em plenitude e pureza, não contaminemos essa fonte dada por Deus, mas deleitemo-nos com ela.

...
Passamos da morte para a vida
Firmes na fé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *