A diferença entre o justo e o mau

A nação de Israel teve seus altos e baixos ao longo da Bíblia, tempos de força espiritual e tempos de declínio espiritual. Muitas vezes receberam o castigo de Deus, mas também viram amplamente a Sua misericórdia, e podemos nos ver no mesmo espelho, pois nossa vida é quase a mesma, de altos e baixos, de derrotas e vitórias. A Bíblia diz:

17 “No dia em que eu agir”, diz o Senhor dos Exércitos, “eles serão o meu tesouro pessoal. Eu terei compaixão deles como um pai tem compaixão do filho que lhe obedece.

18 Então vocês verão novamente a diferença entre o justo e o ímpio, entre os que servem a Deus e os que não o servem.

Malaquias 3:17-18

Esses versículos do livro de Malaquias falam exatamente de um declínio espiritual e esse declínio os levou a pensar que esse Deus de amor não os amava mais e que eles não eram um tesouro especial. No entanto, Deus os lembra no versículo 17 que, apesar de tudo, eles são um tesouro especial para o Senhor.

Ó queridos irmãos, somos um tesouro especial para o Senhor, independentemente do nosso passado ou dos tempos em que caímos. Se nos arrependermos e buscarmos o único Deus verdadeiro, Ele será poderoso o suficiente para nos ajudar.

Deus faria a diferença em Israel entre o justo e o injusto, entre o santo e o profano, e este versículo 18 nos mostra que apesar de tal declínio espiritual, havia pessoas em Israel que ainda buscavam ao Senhor, e Deus faria um diferença entre as duas partes.

Só existe um Deus
Estejamos preparados para a vinda do Senhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *