Estendo para ti as minhas mãos

A continuação, veremos uma súplica do salmista Davi a Deus, para que Ele liderasse as decisões que tomaria, porque sem a orientação de Deus ele nada poderia fazer.

Davi pediu a Deus que estendesse Suas mãos para ser libertado daquelas pessoas que dia após dia se levantavam para lutar contra ele. É por isso que Deus não o deixou cair nas mãos dos seus inimigos, mas em cada batalha Ele lhe deu vitória.

Estendo para ti as minhas mãos; a minha alma tem sede de ti como terra sedenta.

Salmos 143:6

Com essa expressão, chegamos a entender que Deus não estava prestando atenção a Davi, mas não foi assim, porque Davi fez isso porque sentiu fazer isso dessa maneira.

A sede de Davi era forte, um desejo de sentir que Sua presença estava com ele, que ele não estava sozinho. O apoio de Deus era tão visível que Deus se manifestou a Davi de uma maneira muito poderosa.

Ouve-me depressa, ó SENHOR! O meu espírito desfalece; não escondas de mim a tua face, para que eu não seja semelhante aos que descem à cova.

Salmos 143:7

A sede de Davi por Deus era tão grande que ele pediu uma resposta por causa da sua grande necessidade. Davi, recebendo tantos ataques dos seus inimigos, teve seu espírito abatido. Deus veio em sua ajuda e o fortaleceu.

Às vezes, não é que Deus oculte seu rosto, mas que Ele permita que você passe por maus momentos para que Ele se glorifique de uma maneira excelente. Lembre-se de que o Senhor chega atrasado, Ele chega na hora certa.

Faze-me ouvir a tua benignidade pela manhã, pois em ti confio; faze-me saber o caminho que devo seguir, porque a ti levanto a minha alma.

Salmos 143:8

No versículo 8, Davi pede a Deus que continue orientando ele dia após dia, que possa ouvir suas misericórdias todas as manhãs, e que o caminho que ele caminhava fosse um caminho onde Deus estivesse de acordo. A confiança de Davi era Deus, para Davi não havia mais ninguém em quem confiar, apenas em Deus.

Confiemos Nele, a Ele demos todo o nosso clamor, porque Ele vem na hora certa. Deus não deixa você morrer no meio da guerra, Ele está observando você. Às vezes Deus quer ver o nosso clamor, que oremos a Ele, que digamos que estamos com sede, assim como o expressava o salmista Davi.

Você também pode estar interessado em:

1 comment on “Estendo para ti as minhas mãos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *